Culpado ou Inocente.

No clássico filme, os Doze homens zangados, com atuação de Henry Fonda, 1957(96 minutos), o acusado aparentemente não tinha saída. O júri reunido na sala na primeira votação deu 11 a 1. Quem viu o filme lembra do desenrolar e o rapaz foi inocentado. Quem não viu é uma boa dica. Guilty or nor guilty, culpado ou inocente, eis a questão. O ser humano gosta de julgar os outros. Julgam-se a aparência, estado de humor, condições financeiras e assim vamos rotulando as pessoas.

Uma lenda antiga conta que um homem muito religioso, foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Este homem era influente no reino e por isso queriam, os poderosos, elimina-lo.

O juiz disse, que por ser também religioso iria proporcionar um julgamento justo. Vou deixar a sorte em suas mãos. Vou escrever num pedaço de papel a palavra INOCENTE e no outro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papeis e aquele que sair será o veredicto.

Sem o acusado saber o juiz preparou os dois papeis mas em ambos escreveu CULPADO. Não havia mais alternativa para o homem. Pressentindo a vibração do momento o homem se aproximou confiante da mesa e pegou um dos papeis e rapidamente amassou o colocou na boca e engoliu.

O Juiz: E agora, como vamos saber qual seu veredicto.

O homem: É muito fácil,basta olhar o outro pedaço que sobrou e veremos que acabei engolindo o contrário. Foi libertado na hora.

Por mais difícil que seja a situação, não deixe de acreditar até o ultimo momento. Saiba que para qualquer problema há sempre uma saída. Não desista , não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Persista, vá em frente, apesar de tudo e de todos, creia que vai conseguir.

Exemplo clássico é o futebol. Quantas vezes o jogo foi decidido no quadragésimo sétimo minuto, portanto na prorrogação?

Tudo é uma questão de atitude.сайты недорогоdanish language

Share

Deixe uma resposta