Rhapsody of the Seas RC Greece & Croatia & Montenegro- July 2018

                        Rhapsody of the Seas RC Greece & Croatia & Montenegro- July 2018

        De Veneza, na Itália para Dubrovnik na Croácia, Kotor em Montenegro, Santorini e Katakolon  na Grécia  , uma viagem de navio com vistas espetaculares. 

         -Veneza porque foi o povo Veneto que fundou a localidade aproximadamente no século V. São 117 pequenas ilhas em um terreno pantanoso. A praça de San Marco e Basílica, a ponte de Rialto e Suspiro, os Canais, os muitos barcos e gôndolas são  atrações  turística da cidade. O passeio de gôndola demonstra como os locais de locomovem, como vivem, pois nesta região de Veneza, quase tudo é sobre as águas.

         Na Croácia, a cidade litorânea  Dubrovnik, com 42 mil habitantes vive basicamente do turismo. A cidade muralhada é a atração. Game of Thrones teve seu cenário principal na entrada pelo mar da Cidade Muralhada . A Estrada do Rei , King’s Road, está ali para ser conferida. Star War VIII foi filmada   na avenida principal da Cidade Muralhada. É pequena, charmosa por sua arquitetura e muitos restaurantes. A Gravata teve seu início aqui, o nome de origem latina vem Croatia. Gorbata, Gravata. A ponte moderna sobre a bahia que entrada três quilômetros no território, represa o rio mais curto , um rio de apenas trinta metros. A vista das Montanha é espetacular, a montanha termina em um platô preparado pelo homem, por séculos para hoje ser a joia Dubrovnik. O país tem 4,5milhoes de habitantes. Capital Zagreb e foi vive campeão da Copa Mundial de Futebol da FIFA em 2018 na final contra a Inglaterra.  A região toda, a Europa, sofre crise de identidade pela imigração ocorrida nas últimas décadas. a Europa está sobrecarregada de imigrantes da África, na maioria muçulmanos e isto é uma situação que está saindo do controle e as consequências econômicas são incertas.

        Em Montenegro, Kotor, cidade e região ocupada a 600 anos atrás pelo Venezianos, por isto a arquitetura idêntica à de Veneza , Itália. Também pelos Romanos, Franceses, ?Austríacos Por coincidência a Cidade de Montenegro, na Grande Porto Alegre no Rio Grande do Sul, tem o mesmo nome. Sempre digo e escrevo, quando estou em Montenegro, que não é o País. Hoje escrevi este trecho em Montenegro, the Country. A Capital é Podgorica. População de Montenegro, 630 mil habitantes, sendo 1/3 na capital. Kotor com 32.000e a cidade antiga com cerca de 1000 habitantes. Em 1979 um terremoto destruiu grande parte da cidade antiga que foi reconstruída com ajuda de vários países. 

         O nome Montenegro, como era costume na época, dar nomes relacionados a geografia, e visto de cima, são muitas montanhas e juntas são de cor preta. Montanhas Pretas, floresta negra, Montenegro. CRNA GORA, agora significa montanha e CRNA Negro. A cidade de Kotor, anteriormente Cattaro, vive de turismo. A cidade tem em suas costas as lindas montanhas, com pedras e árvores A cidade antiga, construída entre os  é toda murada e tem um caminho para as montanhas com um igreja no caminho. A grande maioria são católicos Romanos, e uma minoria Gregos Ortodoxos. A cidade está na lista de da UNESCO de belezas naturais e herança hereditária. 

        República da Yugoslavia, composta por seis países , depois da segunda guerra, comandado por Tito, sepultado na Serbia. Com a fim da república, Montenegro e Serbia formaram uma república e em 1991 Montenegro votou por sua independência. A moeda é o Euro e a previsão para entrar na zona do Euro é 2025, se a zona do Euro sobreviver até lá. 

             Na Grécia , em Santorini,  um vulcão extinto, uma grande caldeira , hoje com água  onde os navios atracam. A erupção aconteceu cerca de mil e quinhentos anos antes do vulcão em  Pompéia, Itália, 79 D.C.  e acredita-se que a erupção causou o desaparecimento de Atlantis  e deu origem às diversas ilhas hoje famosas por suas paisagens, mar e história. A Capital Firá, a qual se alcança de Teleférico ou cerca de 500 degraus mostra a beleza do que era o vulcão, resultado da então tragédia. Nesta subida ou descida pelas escadas, se encontra burros carregando turistas para cima e para baixo. A Vila de OIA, uma ponta da ilha, com os Domos em Azul e casas brancas, é a imagem mais reconhecida na Grécia. O Estilo e cores do Mediterrâneo , azul e branco, particularmente me fascina. Por este motivo, a casa e muros da residência em Montenegro, não o país, são desta cor. Lembra o mar, o céu, as nuvens. 

              -Normalmente os Domos pintados de azul são igrejas. Literalmente nestas ilhas, que são rochas, sem terras para cultivo, foram construídas vilas que hoje são hotéis pequenos de luxo, pousadas, quartos, todos  de cor branca com detalhes em azul. O piso , também de pedras claras. E muitas lojas, uma ao lado da outra oferecendo os mais diversos souvenirs. Chama atenção o A igreja Azul, com o Domo Azul,  com o portal cor rosa , replicada nas pinturas, camisetas , magnetos para geladeira e a mais fotografada.

                E em Katakolon, ainda na Grécia, uma pequena cidade portuária, que dá acesso a OLIMPIA. Em 776 A.C. antes de Cristo, aproximadamente, porque a data precisa está perdida no tempo, aconteceram as primeiras Olimpíadas, nome originário do Monte Olimpo onde viviam os Deus , especialmente o Deus ZEUS. E em 776 A.C. O Rei Iphitos de Elis, declarou a abertura dos primeiros jogos olímpicos em honra  a ZEUS. As competições   aconteciam a cada quatro anos e durarem  até 393 D.C.Ali ainda estão remanescentes do Estádio  onde representantes de cada estado da Grécia competiam pelo reconhecimento. Os vencedores eram laureados com um galho de oliveira. Atualmente, representantes dos países competem pelo ouro adicionado a fama individual dos atletas. A pequena cidade de Olimpia vive hoje da fama dos Deuses do Passado, dos jogos olímpicos do passado, assim como o Cairo dos Faraós e outros países e cidades das civilizações Maia e Asteca. “ Oliiiimpia, gritava dos céus, das nuvens, enquanto  descia do Monte Olimpo o Hércules   para salvar os humanos em perigo. Era um desenho  animado da minha infância. Hoje vim conferir a história e a mitologia de OLIMPIA.” Perguntei na entrada do museu a céu aberto, onde está o Estádio, se Hércules estaria hoje ai, mas infelizmente fui informado que está muito ocupado cumprindo suas 12 tarefas.

                  As primeiras olimpíadas modernas aconteceram em Atenas em 1896 e ocorrem desde então a cada quatro anos em uma cidade diferente. No início de cada olimpíada é acessa a tocha Olimpíada no local sagrado em Olimpia e carregado até a cidade onde vão ocorrer as competições, simbolizando a sobrevivência o antigo espírito de  competição.

               – Alguns fatos e dados sobre este sítio arqueológico, o mais importante da civilização Grega. O Ginásio, data do final do século II e algumas colunas  originais ainda estão de pé. A escola de lutas, em estilo Dórico continua bem preservada. O Prytaneum, onde eram celebradas s cerimônias de vitória, O Phillipeion, monumento construído por Phillip da Macedônia em sua própria homenagem e por suas vitórias  e o Heraion, Templo de Hera um dos melhores preservados Templos, data do século XI A. C. corridas especiais ocorriam ali onde somente virgens podiam participar. O Estádio Olímpico, era o maior da época e cabiam 30.000 espectadores.

                     É impressionante passar pelo túnel, do qual só tem mais o arco de entrada, por onde passaram os competidores. O Estádio principal, hoje envolto em gramado, as ruínas dos prédios adjacentes,  dá a ideia do tamanho do complexo , da importância do esporte,  do avanço intelectual, físico da época. Os vencedores, os entusiastas, assim chamados,porque tinham Deus dentro de si, por vencerem as competições que exigia enorme esforço físico. EN TEUS, do grego, ter Deus dentro de si, eram os heróis, e quando voltavam as suas origens eram recebidos com festividades. 

                       Os dois museus, O museu da História das Olimpíadas e o Museu Arqueológico contam a história com pedras, estátuas, ferramentas. A réplica dos Deuses Zeus e a Apólo , muitas  estátuas que impressionam pelo arte e perfeição da escultura, já naqueles tempos. 

                      E alguns dados sobre o Navio. Construído em 1998 e reformado em 2012. São 760 tripulantes de 62 nacionalidades para 2300 passageiros. São nove andares e é um hotel ambulante. Cada dia em uma cidade ou país diferente ou dias inteiros de mar. 

                         Sobre Veneza. A ilha principal é uma  cidade de pedestres. Somente carrinhos especialmente preparados para levar malas, mercadorias para cima e para baixo das mais de 400 pontes. É uma das cidades da Itália  que mais recebe turistas e por isto os moradores locais, cerca de 50000 sofrem com esta invasão. Às vezes é impossível caminhar nas ruelas porque literalmente parece um ninho de formigas. Uma moradora revelou seu descontentamento pelo uso  da cidade pelos que só vem de passagem, deixam seu lixo das janelas e tiram a tranquilidade dos moradores. É o preço da fama da cidade. 

                            São mais de 400 cisternas que recolhem água da chuva. Fontes de água potável em muitos pontos da cidade. A república de Veneza que durou cerca de 1000 anos fez por causa dos mercadores que buscavam mercadorias no oriente e vendiam na Europa a exemplo do famoso Marco Polo, Veneza a cidade mais rica da época por cerca de 700 anos. Uma viagem dos mercadores levava em média 15 anos. Precisam aprender o idioma local par poder negociar adequadamente. Tudo mudou em 1492 quando as Américas, de Américo Vespucio, foram descobertas e aí o comércio se mudou para o Atlântico. Veneza passou por varias ocupações e o império austríaco húngaro deixou suas marcas pavimentando quase tudo. Por causa desta riqueza acumulada, gerações não precisaram trabalhar e somente construíram palácios, festas e daí a fama do Carnaval e festas de máscaras de Veneza. 

                        Varias igrejas foram construídas em agradecimento a salvação da população de pestes que ocorreram na Europa toda. A praça de San Marco e a Basílica, contém os restos mortais de São Marcos e este é o símbolo na bandeira de Veneza. Seu corpo foi roubado no Egito em 1828.

                             E no retorno desta viagem aventura com minha filha Lauren e Esposa Rejane, uma visita  rápida a antiga capital do Mundo:, Constantinopla, hoje Istanbul. A Blue Mosque, a praças ao redor , as pessoas, simplesmente fantástico. Istanbul, onde a Ásia se encontra com a Europa.                           

               Férias, sair da rotina do seu trabalho ou rotina da casa, é basicamente um desejo de todos. Morar na ilha da fantasia, no mundo da fantasia por um tempo é a solução enquanto não se conseguir viver nele por mais tempo ou para sempre enquanto vivo. “Um dia terei paz em meu vale, sem tristezas, sem problemas, quando junto ao meu pai estiver. “

                     Enquanto isto faça o máximo do seu tempo. “O mais importante decisão  é decidir o que  fazer com o tempo que cada um tem.”. Sugiro viajar ,  fazer e ter as coisas que você gosta. 

                        Sempre se diz, são as memórias que se leva da vida. Não consigo mais concordar com isto. Nem  isto não se leva, elas valem enquanto se respira, depois existirão e se existirá na memória dos outros até que nos percamos na linha do tempo. 

                     Por quê? Porque é mais tarde que você pensa. E Porque tudo é uma questão de atitude. 

Fotos- https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERMGNQdzlGU3FUVGs

Marcos HANS,  

Writer, Speaker, Administrator, Personal and Executive Coach ICI Integrated Coaching Institute.

Commercial  real estate  developer and  a  Happy World Traveller 

Past Grand Secretary of Foreign Affairs- Grand Lodge of Rio Grande do Sul – Brazil

Grand Representative near Grand Lodge of India.

Past Master,33,MRA,SEM,Kt.Pr., FRC,Shriner, SRCF VII, TOM. 

See curriculum.  http://www.sejalider.com.br/?p=4243

Share