Namíbia – Windhoek February 2017

Namíbia – Windhoek February 2017

IMG_0370Namíbia – Windhoek February 2017
-A Namíbia, país africano, faz fronteira entre outros com a Angola e o oceano atlântico Foi libertado da Africa do Sul em 1990. Pertence à ONU. É claro que haviam muitas tribos aqui antes dos colonizadores do Reino Unido e Holanda, que mantém suas etnias , mas que a que deixou maior marca foi a colonização alemão que em 1884 estabeleceu um governo que durou até o início da primeira guerra mundial em 1915. Portanto, arquitetura alemã e o idioma estão presentes nos nomes de lojas, prédios, ruas e nas escolas pois o alemão ainda ém ensinado aqui. O dialeto kuchendeutch é idêntico ao platdeuch da região do Vale do Caí. Pela proximidade com Angola, muitos falam português. O Africaner , obviamente todos falam e embora o inglês é a língua oficial do país. Os britânicos foram os últimos e por isto se dirige aqui pela esquerda e o volante nos carros é na direita. Voltando aos Alemães, durante está ocupação entre 1904 e 1905 houve um genocidio em diversas tribos, inclusive levando cabeças decapitadas para estudo pois achavam que eram uma espécie inferior de seres. Recentemente estas partes dos corpos foram devolvidas e própriamente enterradas. Até hoje as negociações de desculpa e indenizações ainda não foram terminadas pelo governo Alemão. Acredite se quiser.
-País com 2.5m de habitantes , capital Windhoek ( canto do vento em alemão e holandês) cuja economia gira em torno de minerais não combustíveis. É o quinto maior produtor de urânio. Metade da população depende da agricultura de subsistência. O turismo gira em torno dos climas diferentes do deserto, animais e caça esportiva ainda muito praticada aqui no interior das fazendas pertencentes a famílias européias, principalmente alemãs.
– Vim aqui para ver o famoso deserto no Namib Naukluft Park, e o Etosha National Park, parque com 22912 km2, com 140 espécies de animais. Na sequência para Botswana, Zimbabwe e Zambia onde estão as Victoria Falls. De São Paulo para Joburg, Johannesburg e dali para Windhoek. Aeroporto de Windhoek fica no meio do nada, somente vegetação rasteira, distante 40km do centro da cidade. Só se vai de taxi, não tem ônibus. País cristão, sendo a maioria Luterana.
– No parque Nacional de Etosha, avistei em seu habitat natural, muitas zebras, leões, leoas, antílopes, Impala, chacal, avestruz, girafas, oryx gazela (símbolo nacional da Namíbia), rinoceronte, aves de diferentes espécies, elefantes, wild dog, hienas, mais zebras, árvores e vegetações únicas adaptadas ao deserto e muitos outros. A noite foi em tendas em locais de camping. Recebemos instruções de como montar a barraca. Ventou e choveu. A barraca devia estar bem fechada pois animais pequenos circulam no parque a noite. O silêncio é a escuridão era total.
– O turismo está crescendo muito , devido a infraestrutra que satisfaz os europeus e principalmente pelo produto, ou seja, um jardim zoológico a céu aberto em enormes parques sendo o maior o já referido Parque Nacional Etosha. E isto, este enorme zoológico, é a principal atração.
– No sul , em Sossusvlei, onde passava o rio, o grande deserto Namib que tem suas belezas nas areias vermelhas. Na Duna 45 , assim batizada por estar a 45 km de Sesriem, sendo a duna mais fotografado do mundo. É o deserto mais antigo do deste planeta com 136 milhões de anos, sendo o atual deserto em cima de outro deserto petrificado. O nome Namib significa falta de água e dai o nome do país. Em virtude da distância de qualquer cidade e portanto de luzes artificiais, as estrelas são visíveis muito claramente. A Milky Way, o cruzeiro do Sul, as duas únicas galáxias, descobertas por Magallen quando contornou o Cape Horn, são visíveis aqui porque parecem como uma nuvem. As árvores mumificadas pelo ação do calor, da baixa concentração de oxigênio fizeram um desenho surreal destas árvores agora pretas como uma múmia. Estão ali conservadas, congeladas no tempo em um solo petrificado rodeado de dunas de área de diversos tons avermelhados o que projeta uma paisagem lunática, marciana ou pelo menos surreal por conta da natureza . A mudança de cor da paisagem no por do sol é visível em minutos e as dunas apagam os rastros de animais e humanos em minutos. Aliás, deserto é um área onde a evaporação da água é maior que a precipitação e assim surgem os diversos tipos de desertos. The Namib Sand Sea, o mar de área da Namíbia está inscrito como patrimônio Universal da unesco desde 2013. O Canyon da região comprova mais uma vez pelas diversas camadas as movimentações de águas.
– Os desertos do Saara e Gobi são os maiores. Os desertos do Atacama no Chile, de Marrocos, Tunísia e este da Namibia mostram que mudanças de clima e por consequência da geografia fazem parte da vida do planeta.

-A África tem 53 países. visitei 10 até agora. O museu Cradle of Humankind em Johanesburgo, nos remete às origens do homem na terra, ou seja, é afirmado que todos somos africanos.

  • – Das areias matinais frias quando o sol nasce, até as areias escaldantes quando o sol no meio dia e finalmente nas areias mornas do por do sol, a vida se desenrola continuamente na nossa frente e um dia o sol não vai nascer e um dia o por do sol será o último: está é a lei e portanto usufrua dos benefícios da lei antes que ela seja aplicada ao pé da letra.
    – Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude.

 

Fotos –https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERLWd1RG1CMWtuYm8

videos –https://youtu.be/6cHr26PJWR0

tem mais vídeos junto com este
Vídeos no canal you tube.
Marcos Hans

 

 

Share

Sobre o Autor

Avatar

M.Hans administrator

Tudo é uma questão de atitude. Everything is a matter of attitude.