Madagascar -Antananarivo maio de 2018

 

          Madagascar -Antananarivo maio de 2018

              Uma ilha autêntica -Um mundo à parte.

Africa, o continente mais exótico e extraordinário deste planeta

             Madagascar é uma  grande Ilha, a quarta maior do planeta, depois ded Groenlândia, Nova  Guinea  e Borneo. E o país leva o mesmo nome. Uma república unitária semi presidencialista ou seja República de Madagáscar. O atual presidente, Hery Rajaonarimampianina está concorrendo novamente. Já existem outros cinco candidatos.   População: 24  milhões. Capital Antananarivo.Populacao -2,milhões. Idiomas oficiais :Malagasy e Francês e por isto o inglês não é muito difundido . Independência  da França desde 1960.

            Os filmes de animação da Dream works tornaram o nome Madagascar conhecida e por consequência o país e seu turismo. As famosas árvores Boababs, mencionadas no livro Pequeno Príncipe, é uma das atrações em uma avenida de enormes árvores, que ao por e nascer do sol tem seu ponto alto para fotos. Está avenida fica em Morondava , a 700 km de Antananarivo. Infraestrutura das estradas é precária. Fiz o trajeto de carro. 

                Muitos  parques nacionais ,muitas florestas e muitas praias . O animal mais famoso e que não   existe em outro lugar neste planeta são os Lemurs. Em extinção.Também conhecido através do filme de animação, onde o King Julien XII se auto proclamou Rei dos Lemurs.  

               A viagem até a avenida das Boa Babs em Morondava , fez passagem por Behenjy, Anbatolampy, Antsirabe, Betago,Ankazoniriotra, Mandoto, Niandrivazo, Analainbandy, Mahabo e Morondava- e o pernoite na Hotel Boa Bab, em Niandrivazo. Os centros das  vilas por onde passei, todos com seus mercados de rua onde cada um traz seus produtos, desde carnes, roupas, eletrônicos, comidas. Comércio informal, inclusive de Carnes. Idêntico à Índia e aos países da América latina e central e ao norte e nordeste do Brasil. Se vê muitas crianças, muitas pessoas andando sem calcados. Higiene muito precária. Por consequência muita poluição. Expectativa de vida , 60,65anos. 

                    A eletricidade pública é precária. Falta energia constantemente, placas de energia solar avulsas para armazenamento de energia em baterias é comum. Água potável encanada não existe e é muito cara e por isto a busca diária por água é rotina. São baldes e galões sendo transportadas no corpo , em motos, em camionetas em carrinhos. Carregar algo  na cabeça, especialmente  as mulheres, é comum. Desde sacos com comida, lenha, baldes, bacias.

              As estradas, asfalto, com muitos buracos, impossível trafegar a noite. Postos de polícia com os mais diversos fardamentos, estilo francês, africano , com muita frequência para checagem documentos ou só olharem de longe.  A estrada, o asfalto é uma extensão das casas. Usadas para secar cereais, para  se reunir, para brincar, para montar a loja. É a praça.

             Se a Coréia do Norte está atrasada em termos de tecnologia e técnicas para agricultura, indústria, comércio , em 50 anos, por ser uma economia fechada, Madagáscar está atrasada  em mais de cem anos. A agricultura é primitiva, quase tudo feito a mão com ferramentas simples. Foice, enxada, pás  e as mãos . Porém, um aspecto não está  tão atrasado, o de telecomunicações pois celulares , 4g, fibra ótica  está disponível nas mais remotas tribos. Aliás, é assim que se pode classificar a vida no interior, vida tribal. Inclusive as tribos mantém seu próprio estilo de arquitetura, construindo cada uma um tipo de casa.    

                            Sobre a avenidas das Boa Babs, ou árvore da vida, é impressionante. Muitas árvores juntas, em uma alameda, a maioria com  mais de 30 metros de altura formam  um conjunto colossal que é digno de visita para perceber mais uma vez o que a natureza é capaz. A idade pode ultrapassar os  1000 anos  e pode chegar a milhares de anos. Compete com as sequóias.

                                 Desde a chega e durante fui alertado para não andar sozinho, não sair a noite não mostrar celular ou câmera e estar em constante alerta pois assaltos são comuns. 

                             O parque dos Lemurs, o famosa animalzinho do filme Madagáscar, está nos parques nacionais e também em um conservatório perto de Antananarivo. É ágil, dócil, rabo, comprido, magro e dançante. O com o rabo em forma de anéis, preto e  branco é o que está representado no filme Madagascar. 

                                  A capital , cidade de 1.6 milhões, tem no centro a Estação de Trem , Soarano Train  Station ou Gare de Soarano, que data de  1908. Atualmente somente  usada para trens de carga. O caos, organizado para eles, que vi nas vilas do interior, se repete aqui  e  é assim em todo território. É uma luta diária de sobrevivência em busca de mantimentos, de água. Se vê pessoas catando peixes com as mãos nas plantações de arroz ou em Lagos. Se vê pessoas catando lenha para o fogo do fogão para a comida do dia, somente para citar alguns exemplos.  

               Porém, com toda esta limitação, dificuldades, desgovernos, os forçando a ficar neste nível, comparadas com o nosso mundo, o povo, é feliz a sua maneira. Não se preocupam ou se ocupam com o passado e tampouco com o futuro. O hoje é que importa pois precisam sobreviver hoje. Não existe um grande planejamento, as coisas vão acontecendo. As famílias do interior, e isto quer dizer 90% da população, que trabalha na terra para sobreviver, tem em média seis ou mais filhos. 

                  Perguntei um senhor se a mecanização da agricultura não é desejada ou porque continuam neste sistema primitivo de fazer  praticamente tudo com as mãos? Porque , primeiro , está da mente de todos que é do esforço,  do trabalho, do suor que vem o sustento e segundo é impossível por causa das condições financeiras. Somos um país pobre, muito pobre. Na réplica perguntei se tinha a ver algo com a religião cristã, a filosofia judaico cristão, que ensina que é do suor que vem o sustento de cada um. De certa forma sim, foi a resposta.                                           

                      A última Rainha foi Ranavalona III, cujo palácio Real ainda está na colina  principal da Capital, chamada pelo curto de Anta, Antananarivo. O palácio porém está vazio e hoje serve de recordação dos tempos de reinado. Reinou de 1883 até 1897 quando foi vencida pelos franceses, que ficarem aqui até 1960. O reinado de Madagascar ou Reinado de Merina, durou de 1540 até 1897. Os Franceses saíram pacificamente e atualmente tem um bom relacionamento com o governo.                          

                  Necessito registrar que vi  agricultura e estilo de vida primitivo em Lhasa, no Tibet, na Índia , nos 10 Estados que visitei, no Andes do Peru, no norte e Nordeste do Brasil, em Lalibela na Ethiopia, na Coreia do. Ortega  e Madagascar ganha de todos, está nos tempos medievais, tribais. No mesmo planeta onde na Europa, nos Estados Unidos, em Singapura, onde um toco de cigarro no chão ou um chiclete  na rua , pode dar multa ou cadeia, aqui isto seria material de reutilização.

               Por outro lado, existe a parcela da população rica, neste país, uma parcela pequena, que fez e faz fortunas com pedras preciosas, ouro, comércio.

                  As religiões predominantes são as cristãs, católica, luterana, episcopal , Mórmons e muitas igrejas pentecostais. O cinema Rtiz e Rex,  Inês comuns de teatros e salas de cinema, no centro da cidade estão alugados ou pertencem a uma igreja evangélica. Entrei em uma Cadetral onde uma escola de estudo da Bíblia estava em andamento. Todos com roupa de domingo. O mundo é igual. Mudam os personagens, Até a moda persegue os mais longínquos recantos . As calças rasgadas nos joelhos e outras partes da perna, também é comum aqui.                                  

             Madagáscar, até o nome é exótico. Em vários aspectos o país está no século  dezoito. A população portanto sem educação ou pouca e a maioria em regime de sobrevivência diária se mantém ocupada e abafada  sem poder de reação. É uma experiência atemporal pois aqui se acorda no século retrasado. Madagáscar, um mundo à parte.             

               Visitei a Grande Lodge National de Madagascar em Antananarivo , na Lot 330FM, Morondava – Antehiroka . Grande Loja consagrada em 2009 e Templo inaugurado em 2011 pelo GM TRF Soumoudronga, que conheci e encontrei em diversos eventos internacionais maçônicos. Fotos também em link drive em separado.

      –A propósito, sobre a Pólio nesta região do mundo. Ethiopia recebeu seu certificado livre de Pólio em 2017.Madagascar vai receber seu certificado em 2018, de acordo com o Dr. Koffi Kouadio da WHO World Health Organization , órgão da ONU, que encontrei no avião aqui. Pólio ainda ativa em vários países no mundo. 

       Não existe atalho  para a felicidade, mas tudo pode começar com uma viagem por Madagascar e encontrar companheiros de quarto, se ficar em um Hostel, do Irã, de Shiraz, da França ou do Sri Lanka para trocar informações sobre o que é a vida para cada um. 

E para encerrar outra reflexão:

Se você ainda fez turismo suficiente nos países de organização cartesiana como Europa, Estado Unidos , Japao, Austrália, New Zealand  em hotéis ou excursões ou mesmo por sua conta então ainda falta um pouco para o turismo do terceiro mundo.—

Após  114 país visitados posso dizer que , por exemplo, na Ethiopia e vários  outros países da África , Coreia do norte, Somaliland, Madagascar, Lhasa Tibet,India, China, Thailand , Laos,Vietnam, Nepal, Buthan ,Mianmar, Indonésia e contando. —

Alguns 50 anos, outros 100 anos atrás da tendência mundial, dos fatores e padrões estabelecidos pela ONU . vivem e sobrevivem como se estivessem na era antes da aviação, antes do motor a combustão , de volta ao passado que para eles sempre foi o presente. 

Isto é uma maneira de ver e conhecer o ser humano e o que ele ainda faz na era da informação instantânea e disponível, na era da medicina nuclear , na era da Wikipédia e Dr Google, na era das famílias pequenas ou nenhuma.

Viajar è para sempre

Viaje o mundo 

veja mais 

veja lugares

veja pessoas

veja mais do mundo

veja a diversidade do mundo 

           -Por quê tudo isto? Porque é mais tarde que você pensa.

            -E porque    tudo é uma questão de atitude.

fotos –

7https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERMFIyZnJxQmVEX0U

 

Vídeos- No you tube sob o meu nome. 

Drive -GL Nationale Madagascar 

https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERLW1hTzhPNzRQTmM

HANS, Marcos 

Writer, Speaker, Administrator, Personal and Executive Coach ICI Integrated Coaching Institute.

Commercial  real estate  developer and  a  Happy World Traveller 

Past Grand Secretary of Foreign Affairs- Grand Lodge of Rio Grande do Sul – Brazil

Grand Representative near Grand Lodge of India.

Past Master,33,MRA,SEM,Kt.Pr., FRC,Shriner, Potentate 2018 Hikmat Temple, SRCF VII, TOM. 

See curriculum.  http://www.sejalider.com.br/?p=4243

          

Share