Japan – Okinawa Island – may 2017

IMG_2460
Japan – Okinawa Island – may 2017
– Okinawa , ou as ilhas de Okinawa, sendo está a maior, tem uma população total de 1,3 milhões de Habitantes. O Japão tem um total de 127 milhões. Aqui, parece ser outro Japão. E é. Explico. A ilha foi um Reinado, The Ryukyu Kingdom até 1906 e na época da expansão do Japão, conquistada e assim permaneceu até o fim da segunda guerra, em 1945. Neste episódio com um tratado e contrato a favor dos americanos as ilhas eram americanas até 1972 ou seja 27 anos. Neste período, além da cultura , até o lado de dirigir foi mudado. Em 1972 mudou e os japoneses receberam parte das ilhas de volta e rapidamente a cultura retornou. Mudaram o lado de dirigir , somente como exemplo e tudo o que envolve uma mudança dessas.
– O palácio do Reinado Ryukyu , reconstruído pois foi quase todo destruído durante a guerra de Okinawa, hoje conta a história do início da povoação desta ilha e a Unesco declarou o patrimônio cultural da humanidade.
– Aqui parece outro Japão. Contínuo explicando. Minha impressão foi que estava chegando no Hawai. Depois descobri que eles mesmos fazem está comparação. Por causa do clima, por causa dos produtos , como abacaxi, cana de açúcar e frutas tropicais e por causa do clima, a maneira mais relaxada de se vestir e de se comportar, embora a educação e gentileza no trato, no trânsito, continua japonês. Camisas e roupas floreadas ao estilo havaiano nas vitrines e nos japoneses andando na rua. Muitos imigrantes trabalhando. Filipinos, Nepaleses, Taiwaneses , Colombianos.
– Aqui parece outro Japão , porque ainda a cultura americana está presente , porque mais da metade (66%)das bases militares que os USA possuem estão na ilha de Okinawa ou seja 33 bases, com um total aproximado de 30.000 soldados das diversas infantarias. E o contrato favorável aos USA desde 1945 exige contribuição financeira do Japão para manutenção das bases. Falei com vários soldados que estavam no centro de Naha em seus dias de folga. A localização é estratégica desde o fim da segunda guerra porque cobre todo a Ásia. A temperatura nunca baixa de 10 C, portanto não precisa tempo para aquecer os motores dos jatos. Os USA são o que são e continuarão a ser por um bom tempo porque o que um faz , líder, general, presidente, não é para o momento, mas sim para o momento e para o futuro longínquo. O tratado foi em 1945 e quem o providenciou já foi para o além mas os resultados continuam.
– O Aquário Okinawa Churaumi, atualmente o terceiro maior do mundo , pois foi primeiro até a construção do aquário de Geórgia, atualmente o maior e o do shopping de Dubai. É impressionante e a baleia tubarão (whale sharks) é o maior desta espécie. Enche o Aquário. É enorme. O parque onde está o Aquário, Ocean Expo Park, foi construído para a expo de 1975 para comemorar o retorno das ilhas , pois em 1972 USA devolveu as ilhas ao Japão. Em 1985 aconteceu outra Expo ou exposição Mundial aqui em Tsukuba, a qual atendi como convidado da Yamaha.
-O Ryukyu Mura Park, onde a tradição continua em exposição, como shows artísticos como o estilo Eisa, a fabricação de doces com melado de cana, com batata doce e artesanato, conta a história do passado.
-O Parque Memorial da Paz, Prefecture Peace Memorial Museum, construído para registrar e lembrar os mais de 200 mil que morreram na batalha de Okinawa. A última do Japão, que na era expansionista e de enriquecer o país, com uma exército forte, que durou desde 1931 até 1945 quando tudo mudou. Foi a batalha mais sangrenta de todas. Um tufão de aço, assim batizado pelas muitas bombas usadas na batalha. Atualmente o Japão não tem exército. Tem acordo com USA.
– O monumento a Himeyuri, na prefeitura de Itoman está dedicado aos estudantes (220) e professores(16) que morreram porque estavam escondidos em cavernas naturais da região. Um dia por ordem , os soldados americanos tiraram todos das cavernas e as crianças que não queriam ser descobertas não responderam ao chamado e os soldados achando que estava vazia jogaram bombas na caverna. Cinco crianças sobreviveram. Atualmente um peregrinação de estudantes e turistas vem prestar homenagem.
– Cavernas com estalactites e estalaguimites existem pelo mundo. Já visitei no Mato Grosso, na Coreia do Norte. A maior está no Estado de Kentucky com mais de 600 km. Aqui a Limestone Cave ,no Okinawa World Culture Kingdom, Gyokusendo Cave, com cinco quilômetros sendo 980 aberto ao público tem sua diferença. Por ser no Japão, tem estrutura de ferro com proteção para os pedestres e na saída uma escada rolante para levar à superfície. Japão é outro nível de turismo.
– O Shopping Center, O Noen Mall , na cidade de Okinawa, ( a ilha também é chamada de Okinawa) a uma hora de ônibus de Naha, e muito moderno, grande, com um lindo aquário e pode se comparar aos dos Emirados Árabes. Ônibus com estação dentro do complexo .Olhe no mapa onde está o Japão, depois Okinawa, parece o fim do mundo. No sul do Sul dos oceanos e entretanto moderno, japonês, desenvolvido, com cerca de 25 tufões por anos, continua estrategicamente importante para o mundo por causa das bases militares dos USA.
– Sobre comida. Se você está lendo o texto e vai tirar tempo para olhar algumas fotos, perceba as fotos das vitrines dos restaurantes. Ou as fotos são muito atrativas e ou em quase todos os restaurantes tem uma vitrine com os pratos expostos, feitos de plástico, que parecem tão reais como se fossem feitos na hora.

– Japão é um dos poucos países onde se pode tomar água na torneira em qualquer lugar. É o país com maior número de máquinas automáticas de vender bebidas, comidas etc…(vending machines), estão em todos os lugares assim como os mini mercados, family mart, seven eleven, Lawson.

– Ah…. como fui e voltei. Está é a parte mais simples. Sai do meu escritório em Montenegro a pé até a rodoviária , ônibus até Porto Alegre, metrô até estação aeroporto, trem coaster até terminal aéreo, São Paulo, Frankfurt com Boeing 747 da Lufthansa , Seoul com Airbus A380 , no segundo andar. Depois até Taipei com triple 777. Depois Tokyo com ANA. Um voo interno com uma LCC (low cost comoany) -Vanila – de Tokyo até Naha em Okinawa e finalmente de Tokyo para Toronto e Toronto São Paulo ambos pela Canada Airlines com o B787 e São Paulo Porto Alegre com Avianca. A única mordomia foi carona de Porto Alegre até Montenegro ( Rejane veio me buscar). Sem contar com horas de espera nos aeroportos, sempre nos lounges da Star Alliance, com direito, comida, bebida e banho.Ser turista semi profissional cansa. Para constar, os dois aviões mais modernos na atualidade o A380 e B787 são máquinas incríveis. O que importa além do destino é a viagem.
– Finalizo este roteiro de 30 dias , passando por Seoul, Taipei e diversas cidades do Japão , finalizando nas ilhas de Okinawa ao sul do Sul do mundo, que parece mais um Hawai do que Japão, que valeu a pena. Serviu para reforçar minha a frase : “somos necessários aqui e agora, dispensáveis depois e no além.” Portanto, faça o que deve e o que você pode fazer agora pois que planos você poderá fazer em sua cadeira de balanço ou sofá, quando seus x joelhos não aguentarem mais ou que planos você poderá fazer quando estiver sete palmos abaixo da terra ou ter virado pó e retornado a natureza?
– Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude.
Fotos –https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERM001aHZRanNIcGc
Marcos Hans
Traveller
May 2017
Naha- Okinawa – Japan

Share