Havana-Cuba

Havana-Cuba

-A primeira impressão, embora tenha chegado à noite, é de muita limpeza nas ruas e asfalto sem buracos. Os carros na maioria antigos. Um Chevrolet 53 em estado de novo cruza a frente do táxi que me leva ao hotel. Ladas, jeeps pintados pela centésima vez, pois parecem novos estão por todo lado. Também carros novos, franceses.

-Aproximei-me à uma concentração de jovens, que estavam cantando e dançando em uma praça próxima ao hotel e comecei a entrevista com um jovem. Diga-me, todos vocês estão pensando em sair do país ou estão felizes aqui? De pronto: todos pensam e tem intenções de sair, mas é difícil. Através de casamento com estrangeiros, ou vistos raros para o exterior e então não retornam mais.

-Estudei com um jovem no sul da Flórida que havia conseguido visto para Espanha, porque tinha parentes lá, e depois viajou para os Estados Unidos e, portanto fugiu do seu país para tentar uma vida em liberdade. O entrevistado confirmou este tipo de façanha.

-Durante esta conversa, logo começaram os negócios. Ofereceu charutos cubanos ou qualquer outra mercadoria. Logo pediu para pagar uma cerveja. A impressão é que todos estão sedentos de contato com o exterior e quando se inicia uma conversa não querem se afastar.

-Situada apenas a 90 milhas do sul da Flórida, A ilha de Cuba é hoje junto com a Coréia do Norte um dos últimos redutos comunistas. Por estar durando tanto, mais de 50 anos, deve ter seu lado positivo, o que ainda não vi, talvez ficando mais alguns dias perceba isto.

-De qualquer sorte, percebi alegria nas pessoas. Ou é sua atitude normal, ou a musica ou o rum. Tudo é uma questão de atitude.

Marcos Hans

Fotos –https://1drv.ms/f/s!AuwEJ-_opc9ziSEUO345akZJ0xuB

Share

Sobre o Autor

Avatar

M.Hans administrator

Tudo é uma questão de atitude. Everything is a matter of attitude.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.