À lei não interessam as trivialidades

À lei não interessam as trivialidades

E também não deveriam interessar a quem tem tendência a se preocupar muito. As trivialidades, os detalhes, as mesquinharias que nos tiram o sono.

 

Na maior parte das vezes, necessitamos, para vencer os aborrecimentos causados por coisas insignificantes, alterar apenas uma coisa, ou seja, a maneira de pensar, a atitude mental a respeito do mesmo assunto e adotar um novo e agradável ponto de vista.

 

 

Um sujeito ficava irritado com o barulho na frente de sua casa, provocada pela passagem de muitos veículos. Não consegui dormir direito. Um dia participando de uma excursão ao interior, percebeu o barulho do vento nas arvores e o som era parecido com o dos veículos. Quando voltou para casa, disse a si mesmo: Vou dormir e não mais me preocupar com os ruídos. Por alguns dias ainda escutou os sons, mas logo os esqueceu completamente.

 

Mudou a maneira de pensar sobre o assunto. Mudou sua atitude mental a respeito.

 

A vida é curta demais para sermos mesquinhos.

 

Uma máxima jurídica diz: “De minimis non curat lex”. À lei não interessam as trivialidades.

 

Portanto, aja assim, diante das preocupações, ansiedades.

 

Porque tudo é uma questão de atitude.ya-zasnyalintercombase

Share

Sobre o Autor

Avatar

M.Hans administrator

Tudo é uma questão de atitude. Everything is a matter of attitude.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.