Arquivo mensal novembro 2017

Istanbul. Turkey. October 2017

Istanbul. Turkey. October 2017
Republic of Turkey . republica da Turquia. São 80 milhões de habitantes. Capital Ankara. Principal cidade: Istanbul, antiga Constantinopla ou Bizantina com 14 milhões de habitantes. Parte na Ásia e parte na Europa separada pelo estreito de Bosphorus. A Turquia está habitada desde a era paleolítica, com a civilização Anatolia, os Assírios, Gregos, Armênios e outros.Depois Alexandre o Grande conquistou a área.Depois o Império Romano até a era Bizantina é importante passagem parara Europa e Ásia. Está entre as cinco cidades mais visitadas do mundo. O. Vôo de São Paulo à Istanbul leva 12 horas.
As principais atrações turísticas e culturais são: o Palácio Potaki, o último redutos dos Ottomanos antes da queda, o Museo Hagia Sofia e a Mesquita Azul. Azul porque em seu interior tem muitos mosaicos em azul. É uma Mesquita de 400 anos, razoavelmente conservada e famosa porque está em Istanbul e o turismo e muito bem provido aqui. Idem com o museu que já foi Mesquita, Igreja em o primeiro presidente, Atatürk, nome de aeroporto, secularizou o prédio e assim hoje é um museu eclético.
A economia na Turquia vem sofrendo nos últimos anos. A cotação do dólar era de 1 x 1.20 e atualmente, outubro de 2017 é de 1 x 3.750. Ficou barato para os turistas e ruim para a economia local. O presidente Erdoğan está levando o país para uma república islâmica, onde a religião tem influência maior que a democracia. ele está no poder fazem 15anos. Falta pouco para ser República Islamic da Turquia.
Arquitetura islâmica, mesquitas, museus existem melhores, mais bonitos porém Istanbul tem um marketing mais abrangente. A Turkish Airlines proporciona um tour desde algumas horas até o dia anterior para estes locais para passageiros que tem espera até 24horas em voos internacionais.
Fascina também como mencionei no preambulo por ter sido Constantinopla, cidade de Constâncio e Bizantina durante a ocupação cristã.
No pátio da Mesquita Azul existem vários e grandes painéis explicativos, elucidativos sobre o Islamismo. Um em especial. O menor de todos, já dentro da Mesquita convida a procurar alguém para poder perguntar seja o que for sobre o Islam. Um Deus, uma humanidade, uma religião, muitos profetas.
O estigma negativo sobre o Islam está nos grupos radicais que interpretam de maneira diversa e matam , terrorizam em nome de Allah, enquanto isto , seja feliz.
A Turquia, obviamente tem história por todo o território. Na capadócia as igrejas nas cavernas, em Éfeso o local onde A Virgem Maria teria passado seus últimos dias e muito país.
Embora já conhecia Istambul vim novamente por causa da longa espera entre um vôo e outro. A vista em dia ensolarado sobre o estreito de Bosphorus, vendo os barcos e pássaros se movimentarem lentamente, vendo a Ásia estando na Europa, visitando o Palácio os Sultões, valeu a pena. O vôo de retorno entre Istanbul e São Paulo durou exatos 13h04m em Boeing triple 777. iIf it is not Boeing I am not going.
Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude.

 

fotos –https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERM3h1TURTMGtZUDg
HANS, Marcos
Writer, Speaker, Administrator, Personal and Executive Coach ICI Integrated Coaching Institute.
Commercial real estate developer and a Happy World Traveller
Past Grand Secretary of Foreign Affairs- Grand Lodge of Rio Grande do Sul – Brazil
Grand Representative near Grand Lodge of India.
Past Master,33,MRA,SEM,Kt.Pr., FRC,Shriner, Potentate 2018 Hikmat Temple, SRCF VII, TOM.
See curriculum. http://www.sejalider.com.br/?p=4243

Share

Lebanon – Beirut. October 2017

Lebanon – Beirut. October 2017
Beirute, capital e maior cidade do Líbano. São um milhão de habitantes e a grande Beirute cerca de dois milhões. E uma das cidades mais antigas e habitadas a cerca de 5000 anos. O país todo tem uma população de 4.3 milhões. Líbano tem uma longa e rica história. Egípcios,Gregos ,Fenícios, Persas, Romanos, Árabes e Ottomanos estiveram aqui é ruínas destas ocupações estão pelo território afora. E vários destes lugares estão perto da capital, como Byblos, Tyre , Baalbeck, Sidón é na Old Beirute.
A comunidade libanesa no Brasil é maior que a população do Líbano, são quase 10 milhões de libaneses e descendentes contra os 4,3 do próprio país.
Em história recente, o confronto entre cristãos e muçulmanos, por 15 anos(1975-1990), destruiu muito da história e muitas mortes. A. Alemanha e França ajudam na reconstrução , mas em seguida, entre 2000 e 2006 ataques israelenses provocaram mais destruição. E isto desestabilizou a economia que tenta se recuperar. A Síria, país vizinho continua em guerra civil e por isto só se visita o centro do país. No Brasil a economia é desestabilizada pelos políticos, não se faz necessário uma guerra ou invasões. Somos capazes de fazer isto sozinho. Encontrei aqui brasileiros que estão em Missão com navio brasileiro na patrulha contra ofensivas da Síria.
Idioma oficial é o Árabe. Na sequência Francês, Curdo, Armênio e Inglês. Quanto a religião, a maioria Muçulmanos, 59%, Cristianismo 22%, Druze(5%). Druze é considerado na constituição do Líbano como um dos cinco grupos islâmicos. É uma religião monoteísta , Abraâmica, seguem os cinco pilares do Islamismo.(, Fé, Rezar 5x dia, caridade, jejuar mês. Ramadan e peregrinação à Mecca).A ordem católica , Maronites of Lebanon, ordem monástica, fundado em 1694 é um grupo tradicionalmente Líbano.
Baalbeck, a 160 km de Beirute, é uma das cidades do período Romano mais bem preservadas. As seis colunas estilo Corinthians é a primeira visão que se tem, hoje sob restauração e as 12 colunas do pórtico de entrada dão a dimensão do que era o complexo . O governo alemão financiou grande parte da restauração com equipe de arqueólogos que iniciaram o trabalho após a visita do Kaiser Wilhelm II, em 1932. É o maior tesouro Romano do Líbano e é das maravilhas do mundo antigo. É o maior e mais nobre complexo Romano construído e também o mais bem conservado.
O que se encontra hoje é quase somente a arquitetura romana, pois foram removidas as civilizações que usaram o complexo como um forte, prisão, uma igreja bizantina foi construída dentro do complexo, pois foram sete ocupações por outros impérios além do Romano. Arqueólogos alemães, franceses e libaneses trabalharam por anos.
O complexo de templos se compõe dos Templo de Júpiter, Templo de Bacchus e o Templo de Vênus.
Byblos, a 35km de Beirute, cidade costeira, com o forte vigiando toda movimentação do mar e atualmente um ponto de observação para os viajantes modernos. O sistema de sarcófagos em pedra de forma retangular veio da influência enfeitiça. Byblos foi iniciada pelos fenícios a cerca de 7000. Está na lista das cidades mais antigas sempre habitadas no mundo. Os arqueólogos encontraram doze camadas de cidades sobre cidades. A mesma terra, mesmo local usado muitas vezes. Como aconteceu com Jerusalém e em grande parte do velho mundo. O sarcófago do Rei Ahiram, foi descoberto aqui é está no Museo nacional em Beirute.
Sidón. Uma cidade mencionada nas cartas “El-Amarna”,do século 14th B.C. Assim como as outras cidades Fenícias, foi também ocupada pelos gregos, persas, Romanos antes da ocupação árabe. A parte remanescente, à beira mar, é da época dos Crusaders.
Tyr, Tyre, Tiro. Fenícia Tyre era a rainha do Mar. Uma ilha esplendorosa e por isto atraiu os conquistadores como Nabucondonosor, Rei da Babilônia e depois Alexandre o Grande. Esta cidade deve seu apogeu no século X A.C. quando o Rei Hiram, Rei de Tiro reinou aqui é pode se constatar pelas ruínas bem conservadas. E este Rei, Hiram obedeceu às ordens de outro Rei, o Rei Salomão e transportou a Madeira, os Cedros do Líbano, resistente a humildade, calor, humidade para a construção do Templo. Uma cidade costeira, assim como muitas do Império Romano. Conquistada, reconquistada, destruída, queimada. Era assim na antiguidade, não muito diferente na atualidade nas disputadíssimo de território no mesmo Meio Oriente. No final da primeira guerra mundial, Tyre passou a pertencer ao território do Líbano.
Necessário registrar uma conclusão óbvia sobre os tiranos, assassinos, conquistadores como Alexandre o Grande, Nabucondonosor, mencionados aqui é todos os outros da história antiga, hoje vistos como heróis em filmes , foram em sua época vilões, porém o tempo lhes deu esta vantagem histórica. O que dizemos dos atuais como Hitler, Mussolini, Stálin, sem mencionar os que ainda estão vivos?
Os Cedros do Líbano. A floresta dos Cedros dos Patriarcas Maronitas. Religião Cristã fundado aqui por Saint George.Os Fenícios usavam para fabricar barcos, O Rei Salomão requisitou enormes quantidades para construir com arquitetos como Hiram, Rei de Tiro, o seu Templo, em Jerusalém.Foi usado para fazer sarcófagos e os egípcios usavam sua resina para embalsamar corpos, para selar madeiras dos barcos. E no século IX O IMPÉRIO Otomano destruí grande parte da floresta e durante a segunda guerra mundial os britânicos usaram a lenha para construir trilhos de trem entre Trípoli e Haifa e atualmente como símbolo nacional do Líbano, está sendo preservada e replantada para manter a história viva e o turismo também. A árvores precisam de frio e somente nas altitudes , acima de 1800 m, onde tem neve elas sobrevivem.
Em Beirute, no centro, perto do Porto, está a Mesquita “Alamin Mosk” e ao lado está a Catedral Maronita Saint Georges. Na Catedral fui quase expulso quando comecei a tirar fotos. Na Mesquita , além de todas as fotos, falei com um Iman que me respondeu perguntas. Perguntei a diferente os muçulmanos Shia e Sunni. Shia são os que estão no poder na República Islâmica do Iran. Respondeu: “Allah é um só, Deus é um só, não existe referência no Alcorão sobre divisões na religião, assim como existe referência na Bíblia sobre divisões da igreja e portanto estas divisões se tornaram políticas e se afastam do objetivo se ser uma religião, com objetivo de religar ou manter o ser humano ligado à divindade, à espiritualidade”. Não pude concordar mais com ele.
Ainda sobre Islamismo. A palavra Islam significa submissão ao desejo de Allah.A palavra Muslim significa , aquele que se submete ao desejo de Allah. Alguns confundem que o Islam é religião para Árabes, quando na realidade 80% dos muçulmanos não são árabes. O profeta Muhammad, ao contrário de outros , e uma figura real e histórica devidamente documentada. O modo de vida do Islam ensina que se deve viver para adorar Allah em vivendo uma vida limpa e pura e que ainda temos “Akhira”, ou seja , vida eterna após esta vida que pode ser no inferno ou paraíso. Semelhante ao que me foi dito na religião cristã apostólica romana.
A visIta  a jeitagrotto.com , foi surpresa. Não queria ir pois já vi tantas grutas com staglamites e formações subterrâneas. Pois me surpreendeu pelo tamanho, altura e profundidade. Deve ser a maior Bat Caverna que o Batman mantém ao redor do mundo. Nada comparada a sua original perto de Gotham City, O mundo se globalizou e Batman não ficou atrás, a garagem e seu esconderijo aqui Oriente Médio, perto de Beirute é grande e vale a pena visitar. A gruta foi descoberta em 1836.
As impressões sobre as pessoas. Hospitaleiras, prontas para ajudar. Só não os taxistas que ainda tentam explorar os turistas. Descobri logo que andar de Van coletiva é o jeito de ir e vir aqui. O trânsito e os carros antigos, na maioria mercedez da década de 60, usados como,taxi, dão um ar de Paraguai, Guatemala. O contrário também existe, por não ter indústria automobilística, a mercedez e bmw , Cadillac ,Land Rover, Honda, Hyundai, Porsche, dominam o mercado e carros luxuosos. O trânsitoé caótico ,onde cada um tenta se enfiar no menor espaço disponível. A buzina aqui realmente foi feita para usar. Quem buzina antes e por mais tempo consegue se locomover mais rápido no trânsito, fazendo desvios pelas calçadas, dentro do posto de gasolina. É uma aventura andar de Van ou táxi aqui.
O Museo nacional, que reabriu em 1996 após profunda restauração, porque durante a guerra civil, 1975-1991, quase toda cidade foi atingida. O curador e diretor do concretou a maioria das obras , ou seja fez caixas de concreto ao redor, as quais foram então a partir de 1991,quando o silêncio novamente veio para o Líbano, abertas, restauradas, assim como próprio prédio e atualmente os três andares estão funcionando com exibições preciosas desde a época dos fenícios. O governo Italiano participou financeiramente quase que na totalidade deste projeto.
Egito. Um companheiro de quarto , do Cairo, relatou a dificuldade econômica e turística que o país atravessa por conta do embargo com a Rússia, pois o governo egípcio não recebe mais turistas vindo em vôo direto por causa de um avião egípcio derrubado pelas forças russas há alguns anos. País de religião muçulmanas, porém bebida alcoólica, se consegue em lugares especiais e em todos os hotéis, relatou.
Síria – um outro companheiro do Hostel, de Damascus, com 21anos, veio para cá fugido, porque se ficasse ou se voltar, terá que servir no exército, participar como soldado sem treinamento na guerra civil e me disse , “certamente serei morto”. Perguntei sobre bebida alcoólica. Pelo fato de ter cristãos, tem bebidas em supermercados, mas os muçulmanos são proibidos pela religião, porém em casa todos os muçulmanos são cristãos, ou seja, bebem.
Eu achava ter visto ruínas suficientes nas viagens que fiz ao Egito, Grécia, Turquia, Roma, Chipre, China, Guatemala, México , Peru entre outros, porém estava enganado. Eu dizia, não quero ver mais pedras. Mas quando vi as ruínas em Baalbeck no Líbano, o império Romano reapareceu. Valeu a pena. Mas por enquanto chega de ruínas.
Viajar proporciona este momentos de descoberta. Encontrei viajantes de Taiwan, do México , dos Emirados Árabes , dos USA, da Holanda, de Iceland, e muitos locais nas ruas. Costumes , vestimentas, comidas , jeitos de ser diferentes com a mesma origem. A raça humana, o ser humano, com sentimentos idênticos, que dormem de forma horizontal todos os dias,( menos os viajantes que dormem sentados na classe econômica nos vôos), que sorriem, que também querem conhecer sobre os que os visitam seu país, é o que enriquece uma aventura. As fotos que se tira onde outros viveram, as casas ou ruínas que outros deixaram para trás, dos túmulos dos que já morreram , para então voltar para casa, para as suas próprias posses transitórias e cultura e dar mais valor à vida, aos momentos. Que assim seja .
Por quê? porque tudo é uma questão de atitude é porque é mais tarde que você pensa.

fotos –https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERM3d1b1phcGZQd1U
HANS, Marcos
Writer, Speaker, Administrator, Personal and Executive Coach ICI Integrated Coaching Institute.
Commercial real estate developer and a Happy World Traveller
Past Grand Secretary of Foreign Affairs- Grand Lodge of Rio Grande do Sul – Brazil
Grand Representative near Grand Lodge of India.
Past Master,33,MRA,SEM,Kt.Pr., FRC,Shriner, Potentate 2018 Hikmat Temple, SRCF VII, TOM.
See curriculum. http://www.sejalider.com.br/?p=4243

Share

Oman- Muscat October 2017

Oman- Muscat October 2017
Sultanato de Oman , monarquia árabe absoluta. Capital Muscat. São 4,5 milhões de habitantes sendo 1.3 milhões na capital. Ocupado pelos portugueses por um século até 1650. Depois vieram os turcos. E desde 1970 quando o atual Sultão, Rei, Qaboos bin Said al Said, depôs seu pai, com conveniência dos militares, muitas reformas para levar o país a modernidade foram tomadas. As mulheres tiveram o direito de votar e participar do governo, abertura para importações e eliminação de impostos para produtos e cias. americanas. A foto do monarca está na moeda Rial, nos prédios e lugares públicos, nas lojas. E é da voz corrente que o povo adora o atual Monarca.
Escutava falar de Muscat no noticiário sobre o tempo na CNN. Aqui no verão o calor chega 50C. E coloquei na lista para conhecer . Chove alguns dias por ano. Todas as planta, jardins tem instalado irrigação mantendo assim a cidade razoavelmente verde.
A grande Mesquita,Qaboos Grand Mosque, construída pelo Sultão, contém o segundo maior tapete de peça inteira e acomoda 20.000 pessoas. O maior da está Mesquita de Abu Dabhi. O forte Al Jalali e Mirane, construído pelos portugueses continua viciando a cidade.
Ao chegar , vindo de Istanbul, com visto a ser conseguido na entrada, logo percebi a importância que o turismo está recebendo. Rápido e com boas vindas. Faz parte da diversificado da economia, uma vez que o petróleo sofreu um revés quando o barril caiu de 100 dólares para os atuais ao redor de 50 dólares.
É um dos países com mais segurança para os residentes e turistas estão na lista dos quatro primeiros. Não existe conflito atual, tampouco no passado, pois o país sempre colaborou e nunca com conquistado. Festejam atualmente o 47 ano de atuação do atual Rei. Este é o dia nacional em novembro. Não existe uma data de libertação de ocupação ou libertação por guerra.
Não existem pobres aqui, mas sim pessoas com uma limitada capacidade de rendimento. Assim como não tem refugiados mas sim visitantes temporários. Não existem desempregados para pessoas à procura de emprego e também não ocorrem acidentes e sim condições e situações excepcionais. Ressaltando com isto o enfoque positivo para as coisas, situações. O líder, o país, o governo só deve chorar para cima e nunca puxar as situações para o lado negativo. O copo sempre está metade cheio. Não pude concordar mais.
As comunidades estrangeiras de Indianos, Paquistaneses, de Bangladesh são grandes, atingindo quase metade da população do país, trabalhando na construção civil, comércio, indústria pois, por óbvio, são mais baratos. A cia brasileira Vale tem aqui, desde 2012 um complexo industrial e a fama na país é que está Cia. é a que paga os melhores salários.
País Arabe muçulmano. As mulheres , em sua maioria se vestem da cabeça aos pés, deixando somente o rosto exposto. Os homens quando a trabalho o balandraus branco e turbante e socialmente uma cobertura tipo boné. O álcool e fumo não é aconselhável e as pessoas o fazem escondido e estes hábitos são mal vistos. Existem lojas com licença especial para venda de álcool. A percepção de hospitalidade e colaboração com os visitantes é imediata.
Nizwa. Foi a capital de Oman no século VI e VII A.D. A grande torre redonda, o forte para proteção, foi bombardeado pelo britânicos e atualmente é o cartão postal de Nizwa. O Souk, mercado de rua, diversificado, colorido, brilhando para a degustação dos locais e turistas. É transportar-se ao passado com um comércio efervescente.
O Rial, moeda de Oman. Ao trocar 100 dólares, recebi 38 riais. Assim como Emirados Árabes, aqui é caro viver, inclusive para o dólar e euro.
A cultura da barba no mundo islâmico se deve a ficar parecido com a figura do profeta Mohammed. Não existe menção nas escrituras sobre o tema. Na cultura árabe tem a ver com respeito e autoridade, quanto mais longa, mais experiência de vida e portanto mais respeito. Cortar a barba de um homem ou os cabelos de uma mulher é uma ofensa ã honra e um enorme desrespeito. O Yemen é a nação de origem dos árabes , embora Mecca, cidade santa para o Islamismo seja na Arábia Saudita.
Finalizando. As cidades estão e continuando crescendo no deserto. Ao viajar de ônibus para Nizwa, se enxerga somente pedras e terras secas e casas e prédios sendo construídos literalmente no seco, no deserto.
No hostel Mini Hostel Muscat, que fica perto da grande Mesquita do Sultão Qaboos, o proprietário “Idrees Oman” , é a hospitalidade árabe islâmica em pessoa. Não mediu esforços para a estadia e conhecimento sobre o país seja o máximo.
Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude é em especial porque a cultura Árabe islâmica é singular, pela hospitalidade, costumes, arquitetura. As pessoas são a arquitetura e cultura dos lugares. Os edifícios mostram sua ideologia.

fotos-https://drive.google.com/open?id=0Bz9_qUt1B-ERM3RkVWZKVkFNS0U
HANS, Marcos
Writer, Speaker, Administrator, Personal and Executive Coach ICI Integrated Coaching Institute.
Commercial real estate developer and a Happy World Traveller
Past Grand Secretary of Foreign Affairs- Grand Lodge of Rio Grande do Sul – Brazil
Grand Representative near Grand Lodge of India.
Past Master,33,MRA,SEM,Kt.Pr., FRC,Shriner, Potentate 2018 Hikmat Temple, SRCF VII, TOM.
See curriculum. http://www.sejalider.com.br/?p=4243

Share