Arquivo mensal agosto 2008

Uma questão de matemática.

A verdade de cada um. Cada um tem suas verdades, seus conhecimentos adquiridos e acumulados, suas experiências e portanto seus paradigmas. Estes, difíceis de mudar, porque nos sentimos confortáveis com eles, mesmo que o resultado muitas vezes não seja o esperado, mas se aplica , a princípio a mesma receita.

Tudo certo até aqui. Um bolo de chocolate gostoso, que você conhece, gosta de comer, porque mudar a receita?. Por conseqüência o resultado também sempre será o mesmo. Em nossos desafios, procura-se resultados sempre melhores, superiores, mais lucrativos. Veja o exemplo das olimpíadas, que se repetem já por séculos. Os atletas querem superar as marcas dos outros e as suas próprias. Por que? Porque é da natureza do ser humano.

Sendo assim, já em idade adulta, carreira pronta ou em franco andamento, pós graduação feita, repetida em outra área de especialização, tendo um conhecimento farto de tudo e sobre tudo neste mundo veloz, o que aprender mais ainda? Eu diria, talvez, como aplicar todo este conhecimento em prol de sua qualidade de vida, do bem estar do ser humano em geral. Ter o conhecimento, decidir obter mais e não aplicar é como arar a terra e não plantar nada nela, ou se plantar, não colher.

Cinco sapos em reunião, numa tarde ensolarada após uma manhã de chuvas, conversavam sobre o que fazer. Surgiu a idéia de mergulhar na água, o mais óbvio para eles, a lei do menor esforço. Três deles decidiram pular. A pergunta de matemática é: Quantos sobraram no ambiente da reunião? Dois , é obvio. Resposta correta. Cinco, porque os três que decidiram , tomaram a decisão mas não a implementaram. Deixaram a decisão na mesa, na gaveta, em sua mente.

Alguma vez você já decidiu, no início de um ano, fazer algo, iniciar um curso, viajar tal mês, parar de fumar, iniciar na academia e nunca, nunca mesmo fazer algo a respeito? Pois é disto que estou falando, digo, escrevendo. De que ainda decidir se a primeira atitude não for tomada. Uma caminhada de mim passos começa como o primeiro passo e não com a decisão de caminhar, mas com a movimentação do primeiro pé para frente .

A propósito, se não sua lista de decisões existem itens que estão ficando velhos, que você sempre repete, tire-os da lista. Você só vai se frustar. Exemplo.: Quero emagrecer 10 quilos. E nada acontece porque você não fez nada e o assunto não te atrai porque você sabe que envolve esforço físico e controle de vontades.Tente mudar para: Ter uma aparência mais jovem,atrativa e com mais saúde , para viver melhor e se possível mais. Mudou a perspectiva.É claro que vai envolver todos os esforços inerentes, mas você vai pensar na pessoa que você quer ser e não nos dez quilos.

Chega de números, cinco menos dois, dez quilos e vamos para ação. Qual vai ser sua primeira atitude para conseguir aquele item que você está postergando?

Por quê tudo isto? Porque tudo é uma questão de atitude.какая cms лучшеspañish to english translation

Share

Qual é a Senha?

Temos senha para muitas coisas. Para o e-mail, alarme, celular, contas de banco, cartão de credito, de débito e a lista vai crescendo. Ao esquecermos uma senha definitivamente não conseguimos acessar o serviço. Somos orientados a manter as senhas em sigilo por segurança.

Em breve, ao nascermos já vamos receber um número de cpf, um número do cartão de saúde que vão nos acompanhar na jornada aqui no planeta. E não duvide, um número de telefone também. Ao chegar em casa, o bebê já vai ter lá promoções dos cartões de crédito para viagens em pagamentos parcelados e assim por diante. O sistema querendo funcionar.

Mas o objetivo do texto é outro tipo de senha. Outro dia encontrando um amigo ao sair do prédio da prefeitura, indaguei, de longe: Qual é a senha? Uma maneira para cumprimentar e iniciar uma conversa. A resposta foi: Atitude. E aí conversamos sobre isto um pouco. Concluímos que cada um tem sua senha estampada no rosto, no corpo, no sorriso ou na cara carrancuda, em suas falas, em suas atitudes.

E aí surge a pergunta: Qual é a sua senha do dia, ou da sua personalidade. Encontra-se as mais variadas. E aí, como vai? Levando. As dificuldades estão aí, mais estou indo. É a senha desta pessoa. Percebe as dificuldades como problemas e o tom de sua conduta estão embutidos nesta resposta. Outras respostas: Ótimo, as coisas estão melhorando. E você como vai? É obvio que todos têm situações que gostaríamos que fossem diferentes, mas ao agir e dizer que está ótimo e está melhorando, é a senha para o sucesso.

Exemplos estes para fazer você pensar e ajudar a escolher ou permanecer com sua senha. As senhas de banco, e-mail ou qualquer uma que usamos podem ser trocadas a qualquer momento, com facilidade. Mas, as nos acostumarmos com elas, preferimos não trocar porque muitas vezes usamos a mesma para vários serviços e aí fica mais prático e mesmo correndo riscos, continuamos usando a mesma.

E com o comportamento e a maneira de encarar as situações da vida, acontece algo parecido. Temos padrões e geralmente usando o mesmo comportamento porque nos sentimos confortáveis assim. Estamos na zona cômoda. Mas sabemos, lá no íntimo, que também podemos trocar de senha e mudar.

Ralph Waldo Emerson, pai da psicologia moderna afirmou. Temos o poder de mudar nossa maneira de pensar e agir quando quisermos. É nossa prerrogativa básica.

Finalizando. Se sua senha é a correta para você, permaneça com ela. Se não, entre no software e troque-a. Tudo com o objetivo de viver o maior número de dias de um ano com paz consigo, com o mundo e, portanto estar acima da média. E para ser específico, para estar acima da média, no mínimo trezentos dias de um ano deveríamos estar de bem com tudo.

Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude.Paris escort girlclick to find out more

Share