Arquivo mensal fevereiro 2007

A história quase sempre se repete.

Algumas constatações para tornar esta premissa verdadeira. Ao estudar história ou simplesmente observar as tendências na moda,se percebe isto.As mulheres que o digam e elas dizem, sempre guarde as roupas, elas vão voltar a ser moda novamente, ainda nesta vida.

No antigo Egito existia o nilômetro. Era um poço com uma escala e cada vez que o rio Nilo subia, provocando enchentes, portanto tornando as terras mais férteis, o cobrador de impostos, fiel escudeiro do Faraó, ia lá tirar e medida e baseado nisto eram cobrados os Impostos. Qualquer semelhança com a atual regra para cobrar impostos do Brasil e na maior parte do planeta é realmente mera coincidência. Vendeu mais, ganhou mais, paga mais. O ponto é, já naquela época existia esta regra e vem se repetindo.

Na idade média, os proprietários de terras, depois cidades, cercavam tudo com muros altos, guaritas em lugares estratégicos, portões de entrada vigiados, janelas somente para expiar e colocar uma arma. Vide foto de castelos, ou vide cidades muradas atualmente atrações turísticas na Europa. Exemplo: Perto de Nuremberg, cidade famosa por causa dos julgamentos nazistas. Objetivo: defender-se dos inimigos.Sempre existem e existiram inimigos. O utópico estado de paz que procuramos ainda está longe ou realmente utópico.

Muros? O de Berlin foi derrubado, mas vários outros estão em construção. Fronteira com o México, Israel e ao redor de cada casa. A história de repetindo.

Na atualidade, acontece algo muito semelhante. Estamos imitando COMPORTAMENTOS DE DEFESA MEDIEVAIS. Observe os muros das casas, cada vez mais altos. Mas isto não basta, observe os fios da cerca elétrica e ou arame farpado. Aquele arame farpado em formato circular usados na prisões já usado em residências, empresas. Guaritas, guardas humanos, eletrônicos, e visores somente para expiar ou colocar uma arma. Estamos construindo castelos, cada um constrói o tamanho que pode. O ponto é, a história se repete. Quase vivemos em uma prisão e quem não o faz, não dorme ou vive tranqüilo. A falsa segurança que tudo isto traz, já é uma necessidade.

Claro que ainda existem lugares onde você compra o jornal ou frutas e deixa o dinheiro em uma caixinha para ser recolhido no final do dia ou onde você deixa sua bicicleta e ao voltar ela ainda está. Longe daqui, atravessando oceanos.

Um brasileiro radicado há 10 anos em Fort Lauderdale, Florida, me fez o seguinte comentário. Desde que estou aqui, minha ocupação é o trabalho, negócios e minha família. Quando estava no Brasil, minha primeira preocupação era a segurança. Hoje quando visito meus parentes, mesmo com o cachorro no meu quarto, fico ansioso. Imagine se não precisássemos gastar tempo, energia com nossa segurança e direcionando esta energia e tempo para tocar nossa vida.

São ciclos. A história quase sempre se repete. Parece que estamos na idade média. E aqui no Brasil, recentemente o poder público quis enfrentar este ciclo e mudar a história. Lembra do plebiscito do desarmamento?

Pense sobre isto. Tudo é uma questão de atitude.japan escort Abu Dhabiportuguese translate to english

Share

Que diferença os professores fazem?

Em um jantar, o empresário, presidente de uma grande companhia, falando sobre educação, argumentou: O que pode uma criança aprender de alguém que decidiu que a melhor opção em sua vida é ser professor e perguntou se é verdade o que dizem dos professores. Aqueles que sabem fazer, fazem, os que não sabem fazer, ensinam.

E foi além, dirigindo-se a uma professora presente ao jantar: Seja honesta, você que é professora, o que você faz. E ela respondeu, com categoria. Você quer saber o que eu faço.

• Eu faço as crianças estudarem como elas nunca pensaram que poderiam.

• Eu faço as crianças sentarem por 45 minutos para estudar em absoluto silencio,quando os pais não conseguem fazê-lo por 5 minutos sem uma televisão, Ipod, ou um filme alugado.

• Eu faço as crianças pensar, sonhar.

• Eu faço perguntas, faço os criticar, os façoeles pedirem desculpas de verdade.

• Faço-os escrever.

• Faço-os ler, ler e ler.

. Eu os preparo para a vida.

Eu os faço entenderem se usarem o talento natural que receberam, trabalharem duro e seguirem seu coração, poderão ter sucesso na vida.

A professora pausou e continuou: E quando pessoas me julgam pelo dinheiro que faço, eu levanto minha cabeça bem alto e não me importo com isto porque sei que são pessoas ignorantes.

Você quer saber o que eu faço? Eu faço a diferença, nos professores fazemos toda a diferença.

E finalizou, perguntando ao empresário, e o que você faz?Дизайн упаковки, зачем он нужен?english word to russian letters

Share

Você tem visitado o andar de cima?

A criatividade, as idéias extraordinárias, brilhantes estão no andar de cima. Passamos muito tempo no mesmo andar, muito tempo mesmo. Anos, décadas e por isto pergunto. Você tem visitado o andar de cima?Visitar o andar de cima é sinônimo de autoconhecimento, a capacidade de identificar, entender e praticar os conteúdos deste andar.

Ah, mas eu já não tenho mais idade para ser criativo. Errado. Sempre dá para ensinar truques novos a um cão velho, diz um velho ditado. Sempre podemos aprender. O cérebro é incansável. Basta ter a atitude de querer.

A relação criatividade e espiritualidade são inexoráveis. E se confunde com religiosidade porque estão muito próximos. Os conteúdos do andar de cima mais recentemente chamado de Inteligência espiritual e em organizações esotéricas de registros akasicos, constituem uma fonte inesgotável de informações e conhecimento, bastando acessá-las. Assim com as ondas de rádio estão no ar, bastando um rádio para captar, na freqüência certa, assim também, se nos sintonizarmos, podemos captar estas freqüências.

Como? Muitas receitas. Cada um precisa criar a sua. Um bom começo é estar de bem com vida e com tudo, reservar períodos de introspecção e estar atentos aos insignts, as idéias que surgem, quando menos se espera, talvez até tomando banho.

Mas não adianta nada acessar os registros, entrar em freqüência, visitar o andar de cima se essa identificação permanece no campo abstrato. Não serve para nada. O salto do felino, digo pulo do gato, esta em usar tudo isto para o enfrentamento da realidade, do cotidiano, melhor munidos com objetivo de cada um se sentir bem, vitorioso, com saúde e com certeza de que está no caminho certo.

Pense sobre isto. Tudo é uma questão de atitude.обслуживание сайта ценаfarsi translators

Share