Arquivo mensal janeiro 2006

De Campanha em Campanha.

Em política partidária vivemos de uma eleição a outra. Em todos os níveis. Já na campanha começam as promessas, as quais normalmente não são cumpridas e nós nos acostumas a isso.Dizemos que já sabíamos que não seria cumprir todo e continuamos escutando promessas para o próximo governo. Isto é perigoso. Estamos ensinando e dando exemplo aos que vem após que assim está correto e devemos nos acostumar com isto. O povo tem o governo que merece e escolhe ter.

Sem campanha o país não anda. Não só em política partidária, mas também em outros setores. Para cada problema se faz uma campanha. Campanha nacional da Vacina tal. Campanha nacional contra mosquito. Campanha para ética partidária, veja só. Campanha para limpar as ruas e deixar as cidades mais limpas. Campanha para uso do cinto de segurança.Nova campanha pelo uso do cinto. Campanha para não beber e dirigir. Após alguns meses, outra campanha para não beber e dirigir e agora acrescida do item de ir para casa com carona. Campanha para limpeza dos rios. Campanha para reduzir o consumo de água. Campanha para uso de protetor solar. Campanha para uso de preservativos. Campanha para venda de cervejas.

Até quando viveremos de campanha. Quando ficaremos adultos suficientes para entender que a vida exige rotinas, disciplina, padrões que têm que ser mantidas sempre, sem campanha. Parece criativo, mas é pseudo criatividade, em que nada é mantido e nos acostumamos a ver novas campanhas. “Ano que vem o governo vai promover uma nova campanha de vacinação, não precisamos nos preocupar.” Enquanto isto o dinheiro público gasto em agências de publicidade e lá sem vão as intermináveis comissões.

Recentemente no centro do país um hospital promoveu uma campanha interna para os médicos e enfermeiras para que lavem as mãos, pois isto diminuiria em 30% da infecção hospitalar. Se médicos precisam de campanha para lavar as mãos em um hospital, o nosso problema é muito maior que imaginamos.

Mais rotina menos campanha. Deixemos as campanhas para as empresas comerciais. A atitude deve ser mais rotina, menos campanha.

Ou vamos ver campanhas para incentivar a policia da segurança publica melhor, que os professores ensinem seus alunos, que os funcionários cheguem no horário e ainda recebem um premio por isto ou campanha para os vigias noturnos não durmam em serviço ou ainda campanha para os juizes julguem com justiça e que os prefeitos, governadores, e o presidente governem com honestidade.

Você vive sua vida, sua empresa de campanha em campanha ou você tem um plano, uma rotina.

Tudo é uma questão de atitudeоптимизация сайтов разработкаtranslation to dutch

Share

Ser estratégico

Ter uma estratégia muitas vezes, na maioria das vezes, significa ter sucesso ou não no objetivo a ser alcançado. Qual é o seu plano B. Se chover, se o cliente não pagar, se eu não passar…

O filme Missão Impossível já refilmado várias vezes mostra situações sem solução aparente, mas a criatividade, a estratégica permitiu a conclusão exitosa do proposto.

Analise este exemplo. O pai escreve uma carta ao filho que está na prisão. Querido filho.Este ano não posso preparar o jardim para sua mãe, que gosta tanto de flores, porque estou muito velho e não tenho forças para preparar a terra e você desta vez não pode me ajudar. Beijos. A resposta. Querido papai, não remexa a terra do jardim porque foi ali que escondi o fruto do meu roubo. Beijos.

Alguns dias depois agentes da polícia foram lá cavoucar todo o jardim. Confuso o pai escreve outra carta pedindo relatando o ocorrido. Resposta do filho. Pai, podes agora preparar o jardim para a mamãe. É o máximo que posso fazer no momento.

Uma porta se fecha, outras se abrem. Basta ter paciência, inteligência, criatividade para perceber as outras portas. Muitas vezes achamos e afirmamos para nós mesmos, como um paradigma imutável, que tal situação não tem solução.

Ser estratégico é questão de atitude.

Tudo é uma questão de atitude.экшен камера видеоtranslation english to french

Share

Escolhas.

Somos frutos de nossas escolhas. Escolhas diárias, mensais, semestrais, anuais. Escolhas que nos influenciam por décadas, por toda a vida. Altos e baixos é o que mais ou menos acontece com cada ser humano. Muitas pedras no caminho. Muitos caminhos lisos e limpos também. Chegadas e partidas, perdas e ganhos todos experimentamos. Somos o quisemos ser, o que conseguimos ser, melhor ainda, o que escolhemos ser.

Não importa quanto você e eu já andamos no caminho errado. Sempre é hora de recomeçar. Um novo ciclo se inicia a cada dia, a cada mês, a cada semestre, a cada ano, a cada década. Portanto pode-se escolher novamente. Portanto escolha.

Escolha:

• Ter um projeto de vida.

• Ter controle do seu presente e futuro.

• Fazer sua própria sorte.

• Expandir suas capacidades.

• Divertir-se.

O livre arbítrio nos torna responsáveis por nossas escolhas. No início nossos pais no ajudam. Normalmente não os compreendemos. Escolha inteligentes fazem toda a diferença.

Escolha:

• Insistir, persistir em tudo.

• Ter entusiasmo e paixão por tudo.

• Cuidar da saúde, caminhar, praticar esporte.

• Ser espiritualizado.

• Trabalhar em equipe.

Tantas escolhas a serem feitas. Vou deixar a vida escolher por mim. Experimente para ver o que acontece. Portanto escolha:

• Ter objetivos estimulantes. Ser estratégico.Ter um plano B.

• Ser criativo. Ter coragem e ousadia.

• Sonhe com o futuro e visualize com a certeza do sucesso.

• Viajar e experimentar coisas diferentes. (menos drogas…)

• Escolha agir.

Somos essencialmente fruto de nossas escolhas. Escolha ser o melhor que puder.

Por quê? Porque tudo é uma questão de atitude.оптимизация интернет сайтаintercombase.com

Share