Arquivo mensal junho 2005

Eu quero ser feliz e você?

A resposta e tão óbvia que a pergunta não precisaria ser feita. Todos temos este objetivo. Todos sabemos também que a felicidade é feita de momentos. Quanto mais destes momentos nos construímos para nós mesmos, mais alegres e felizes seremos.

O que atrapalha. Os detalhes. O diabo habita nos detalhes. As coisas dão certo ou não dão certo, por algum detalhe. Por mais bem construída for a casa, se a pintura, que é um detalhe, não for harmonioso, ela não vai ficar bonita.

Veja só. O casal está dirigindo a noite, em uma rua movimentada. Estavam atrasados para jantar na casa de amigos. O endereço é novo, assim o caminho ela conferiu no mapa antes de sair. Ele dirige o carro. Ela o orienta e pede para que vire à esquerda na próxima rua. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que, além de atrasados, poderão ficar mal humorados, ela deixa que ele decida.

Ele vira à direita e percebe que estava errado. Ainda com dificuldade ele admite que estava errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há problema em chegar atrasado. Mas ele quer saber: Se você tinha tanta certeza de que eu estava tomando o caminho errado, deveria insistir mais.

E ela diz: Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estamos à beira de uma briga, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite.

Quanta energia nós gastamos para demonstrar que temos razão, independente de tê-la ou não.

Detalhes como este podem e fazem diferença para ter um momento feliz. Como você tem agido?

Leia com atenção: Se tens razão porque gritas? Se não tens razão, porque gritas?

Tudo é uma questão de atitude.видеоняня sititekenglish russian russian english medical dictionary and phrasebook pdf

Share

Cem trilhões, 100 trilhões

Algumas estatísticas e números. Você sabia que a cada segundo nascem cinco (5) bebês e morrem 3 seres humanos? Isto dá um acréscimo de 2 seres humanos por segundo. A população atual está em torno de 6.500.000.000 (seis bilhões, quinhentos milhões) e crescendo. Em 1960 este número era de 3.000.000.000 (três bilhões). Faça suas contas.

Você sabia que a maior parte do corpo humano é composta por água, cerca de 70%. Portanto não esqueça de beber bastante água, inclusive no inverno.

Você sabia que o Projeto Genoma Humano é um consórcio internacional, composto pelos EEUU, Europa e Japão, que tem por objetivo mapear todos os genes da espécie humana até o ano de 2025. Em 1990, o Projeto Genoma Humano tinha o envolvimento de mais de 5.000 cientistas, de 250 diferentes laboratórios, que contavam com um orçamento que, segundo diferentes fontes, varia de US$ 3 bilhões a US$ 53 bilhões.

Os seus objetivos na área da saúde são: – a melhoria e simplificação dos métodos de diagnóstico de doenças genéticas; a otimização das terapêuticas de doenças genéticas, e a prevenção de doenças de todas as ordens.

Você sabia que o corpo humano contém cerca de 100 trilhões de células?

Pois muito bem, em relação ao comportamento e humor destas células, tenho más e boas notícias. Quando você fica triste, melancólico, desanimado, sente-se fracassado, quem fica da mesma forma são as pessoas que convivem com você, no trabalho, em sua casa E MAIS 100 trilhões de células. Elas imediatamente são influenciadas pelo seu estado de humor. Tristeza, melancolia, desânimo, significa doença, resistência baixa.

A notícia boa é que quando você fica alegre, entusiasmado, vitorioso, animado, quem fica também alegre, entusiasmado, vitorioso, são as pessoas com as quais você convive E MAIS 100 trilhões de células. Elas são influenciadas pelo seu estado de humor. Alegria, entusiasmo, animação significa saúde, ausência de doença, alta resistência contra qualquer mal.

Portanto, lembre-se de ficar mais tempo alegre, entusiasmado. Lembre-se daquela frase que se encontra ainda hoje naqueles livrinhos de propaganda de remédios – Rir é o melhor remédio, e sob este título são enumeradas várias piadas.

Por quê? Porque tudo é uma questão de permanecer entusiasmado, digo, de atitude.проверка индексацииvisit site

Share

Turista brasileiro em busca de sabedoria

Um turista brasileiro, mais precisamente do Rio Grande do Sul, foi em viagem ao Cairo, no Egito em busca de sabedoria junto aos sacerdotes do antigo Egito, civilização esta, que se acredita e as evidências são enormes, era mais avançada que a atual.

Ao chegar na residência do sábio sacerdote, estranhou e logo perguntou onde estavam seus móveis e os outros cômodos, uma vez que somente viu um cômodo, uma mesa, um banco e uma casa. O sacerdote, imediatamente replicou: “E onde estão os seus?”. O turista, também se julgando sábio e rápido na resposta disse: “Mas eu estou de passagem”. A resposta também foi fulminante: “Eu também estou de passagem”.

Sabemos e concordamos que a vida na terra é somente uma passagem. No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente e se esquecem de ser felizes.

A atitude é ter isto presente em mente e nas ações. Todos nós gostamos de ter cômodos no segundo piso, anexos que chamamos de garagem, cômodos em outras cidades, em outros estados e países, sejam móveis ou imóveis. Está tudo certo. Somente não podemos esquecer de ser felizes aqui e agora.

Claro que também todos sabemos que mesmo possuindo um cômodo, uma propriedade, uma casa, um apartamento, todos pagamos aluguel. Sim, mesmo possuindo a propriedade, você simplesmente pagou o aluguel antecipado até o momento de terminar sua viagem.

Um famoso cantor jamaicano, em sua música “Don’t worry, be happy”. Não se preocupe seja feliz ainda diz, mesmo que você tenha problemas com o aluguel, me ligue e vamos conversar, de um jeito você sairá desta.

A atitude de planejar, de usufruir o máximo da sociedade materialista em que vivemos é correta, basta não esquecer e se esforçar para ser feliz. De que adianta tudo, se a saúde foi embora, se os familiares estão afastados e o coração sente um vazio?

Tudo é uma questão de atitude.Abu Dhabi escorts for couplestranslate mongolian to english

Share

Emigração e imigração

Todo ser humano tem dentro de si a vontade de explorar. Explorar novos lugares, aventurar-se. Veja as grandes expedições no passado para descobrir novas terras. Nossos antepassados, especialmente no Rio Grande do Sul, alemães e italianos. Muitos foragidos por motivos econômicos, políticos e religiosos, sem mencionar as guerras. Mas no íntimo, todos com o desejo de achar melhores oportunidades. As dificuldades encontradas eram enormes, barreira da língua e um começo praticamente do zero.

Parecem cenas do passado. E são, mas se repetem na atualidade. A história se repete. Os Estados Unidos da América, com a fama de terra das oportunidades, das grandes oportunidades, atrai diariamente pessoas, grupos, famílias de todos os cantos. As dificuldades que estes emigrantes encontram são praticamente as mesmas do passado e os motivos que os levam a aventurar-se também são praticamente os mesmos. Note as migrações internas do Brasil. Nordestinos buscando oportunidades em São Paulo. Gaúchos no Centro Oeste.

Na América Central, o último regime ditatorial, Cuba, disfarçado com Presidente e Congresso, motiva fugas através do mar para o EUA. Conheci recente dois cubanos, um de 22 anos e outro de 35. O jovem, ainda estudante, fugiu porque, conforme suas palavras: “Em Cuba você não é nada e não pode almejar nada. Não existe liberdade de expressão. Você não pode nem pensar contra o governo”. O outro, um médico formado, estudando a noite, trabalhando como faxineiro de um restaurante, onde inicia sua jornada às 4 horas da manhã e depois vai trabalhar de auxiliar de médico em uma clínica, já está longe da família, esposa e dois filhos de 6 e 7 anos há 2 anos. Fugiu através de uma embarcação de Cuba para Key West, no sul da Flórida. Tem esperança de reunir um dia a família.

Portanto a história se repete. Assim como nossos avós ou bisavós tinham e têm histórias para nos contar, os atuais emigrantes têm e terão as suas aventuras.

Isto tudo nos remete a refletir sobre a liberdade. Por mais falhas que a democracia possa ter, ainda é até o momento a melhor forma de permitir o ser humano expressar sua integralidade. O ser humano faz enormes sacrifícios para ter esta liberdade. E o paradoxo, o mesmo ser humano faz enormes sacrifícios para perder sua liberdade. Infringindo as leis, usando drogas que levam dependência e mais cedo ou mais tarde para uma vida na prisão, com perda total da liberdade.

A atitude é preservar sua liberdade. Na maioria das vezes ela está onde estamos.

Tudo é uma questão de atitude.как узнать рейтинг сайтаResources

Share